30 anos de luta em defesa dos taxistas de SP

Com Salomão na Câmara, os taxistas terão grandes avanços em 2015

 

Salomão iniciou na política em 2000, quando se candidatou a vereador pelo PFL. Na ocasião, recebeu dos taxistas 7.300 votos. Dois anos depois, como candidato a deputado federal, alcançou a expressiva marca de 20 mil votos. Em 2004 disputou novamente o cargo de vereador, e obteve 14.500 votos.
Na eleição seguinte para deputado estadual (pelo PSDB) recebeu 23.500 votos. Em 2008 foram 17 mil votos para vereador, e dois anos depois se tornou vereador suplente por 90 dias.
Confiante nos taxistas, em 2012 Salomão se candidatou a vereador, e recebeu 23.174 votos, ficando com a 6ª suplência da coligação PSDB, PSD, DEM e PR. Nas eleições deste ano cinco vereadores desta coligação foram eleitos deputados, e Salomão assumirá como suplente em 2015 para um mandato de dois anos.
Salomão conseguiu na justiça desvincular a contribuição sindical da renovação do alvará
Durante os 90 dias que assumiu como vereador suplente em 2011 (45 dias no lugar do vereador Adolfo Quintas e 45 dias no lugar de Floriano Pezaro), Salomão realizou um grande trabalho em defesa dos taxistas e apresentou 16 projetos. Mas, a sua realização mais notável foi a desvinculação da contribuição sindical da renovação do alvará.
Por meio de um processo no Ministério Público do Trabalho, Salomão provou que os taxistas não eram obrigados a pagar a contribuição sindical, que era exigida para a renovação do alvará.
Hoje, o servidor público do DTP não pode solicitar ao taxista o comprovante de recolhimento sindical no momento da renovação do alvará de estacionamento.
Projetos de Salomão para o ano de 2015
Os taxistas já conhecem o trabalho de Salomão Pereira como jornalista, que há 30 anos edita o Jornal Folha do Motorista, dirigido aos taxistas de São Paulo e Rio de Janeiro. Em breve, irão conhecê-lo como vereador.
“Pretendo trabalhar com o apoio da categoria, até com mobilização ser for necessário, envolvendo cooperativas, associações, empresas de frotas de táxi, sindicato, coordenadores e permissionários de pontos de táxi. Precisamos ir à luta para melhorar as condições de trabalho dos taxistas e adquirir respeito em todos os aspectos”, afirmou.
“O serviço de táxi tem sido invadido por carros particulares em portas de hotéis, flats, empresas e vários outros locais. Vamos combater com pesadas multas quem trabalhar de formar irregular. Chega de conversa, precisamos agir. Essa categoria é sempre usada e enganada, precisamos mudar isso”, finalizou o futuro vereador.
Entre em contato com a redação da Folha do Motorista e dê suas sugestões sobre a mobilidade urbana, segurança, táxis clandestinos e projetos de lei. Sua ideia poderá ser muito útil para os taxistas e para a população de São Paulo.

Folha do Motorista: 11 5575-2653

redaçã o.motorista@terra.com.br
Rua Dr. Bacelar 47 – Vila Clementino

 

Fonte: http://www.folhadomotorista.com.br/index.php/sao-paulo/1665-sao-30-anos-de-luta-em-defesa-dos-taxistas-de-sp